Quando o mar foi feito…
Não se sabia então, que um dia ele transformaria numa parede.
Levantou-se o mar e cheio de imponência deitou a minha frente
Como um cão que me desafia e se impõe contra meu medo.
Hoje voltei a ter coragem de olha-lo de perto.
E bem de perto fiz correr dos meus olhos algo que aumentou seu volume e seu sal.
Tornava-se mais forte e maior cada lágrima minha.
Então entendi e me arrependi das vezes que chorei.
Cada lágrima que derramei foi seu alimento.
Devorava e sentia-se feliz, mas sempre faminto.
A saudade me faz sentir o cheiro do salitre.
Em toda parte, consome tudo.
Nos faz chorar.
O mar será faminto em minhas mãos. Pois sei o segredo dele.
Caminho até nós de novo. Sem lágrimas, sem medo.
Até o breve dia de nossa boca.
Até o breve.

O VOLUME E O SAL por Dean

Escrito por Dean às 19h39


[]



Portugal , Homem , Portuguese , English , Livros , Música , Escrever
AIM - useforglue@aol.com

[ Passado ]
19/03/2006 a 25/03/2006
05/03/2006 a 11/03/2006
26/02/2006 a 04/03/2006
11/12/2005 a 17/12/2005
06/11/2005 a 12/11/2005
30/10/2005 a 05/11/2005
23/10/2005 a 29/10/2005
25/09/2005 a 01/10/2005
31/07/2005 a 06/08/2005
24/07/2005 a 30/07/2005
17/07/2005 a 23/07/2005
10/07/2005 a 16/07/2005
03/07/2005 a 09/07/2005

[ Votação ]
Dê uma nota para meu blog

[ Indicação ]
Indique meu blog a um amigo

[ Visitantes ]

[ Blogs Amigos ]

Dean Imagens ::..
No Poetry
Amnesia Express
Adorno
Paia's Social Club
Team Sleep
HornsUp
Música de Mentira
Dr.Cascadura
Retrofoguetes
Bahia Rock
Lp & os Compactos
Foda-Se

UOL - O melhor conteúdo
BOL - E-mail grátis
Dor de Ouvido