Eu que já não dormia a muito.
Meus olhos ardiam e eu pouco via.
Ela ao meu lado e em toda parte.
Era como eu, uma presença ausente, perdida entre os dias e as noites.
Falávamos de amor, de dores e de como é bom ser único.
De ser dois e ser um.
Já agora passam das sete.
Mal acorda, mal dorme e bem vive.
Eu nem sei das horas, quase sempre é dia.
As minhas declarações são as nossas e permito que fales por mim.
Um mundo estranho e novo se desvenda, que vemos e conhecemos,
Através de túneis.
Novas amizades e um oceano do tamanho dessa saudade.
Não conhecemos a liberdade, nunca a quisemos, para certas coisas
A liberdade não presta. Às vezes quando se tem é tarde demais.
Eu espero nunca está livre de você. Que nunca seja tarde demais.
Pelas janelas foscas, carros, chuva e 17 Graus.
Entre nós uns quarenta.
Vem comigo, tudo somos nós, tudo mesmo.
À noite são poucas luzes e muito vento.
Quase me lança a parede perto de casa,
Acho que bati a cabeça, acho que a machuquei.
Penso em nós, como que acordando juntos.
Sem melodramas, fodam-se as relações modernas.
Não sou moderno, prefiro ser um chato.
Quando só se tem agente e não se tem mais,
Não se tem mais nada.
Pois algo tem que valer a pena, algo que valha a pena.
Algo que seja agente, algo que esteja em nós.

MUITO VENTO por Dean

Escrito por Dean às 21h23


[]


De que me vale, se nem nasce o sol.
Quantos dinheiros salvam sua alma.
Quantos sonhos tenho ainda… Noites já não muitas.
Espero seu sorriso pela manhã escura…
Que já não está…
…É ausente esse sorriso.
Quero um dia igual aos que disse “ser lindo”.
Um céu azul em vez de uma borra cinza e manchada.
Meus óculos se perderam no caminho, minhas lembranças ainda vivem fortes e saudáveis.
Eu não sei está só, nem quero aprender, mesmo que talvez deva.
As vezes… Só as vezes, canto por você.
As cordas lembram sua presença. Fica comigo até o fim.
Vamos olhar a letras subirem outra vez.
Quando começar a terceira parte. Aquela que o mocinho se vai, não chore, por favor.
Eu nunca fui um mocinho e sou parvo demais para ser bandido.
Mudei o rumo de casa, peguei outra via, quase me perdi, mas estou aqui para te contar.
Quando olhar para mim pela manhã, em nosso dia especial.
Lembra me de dizer como tive medo, lembra-me também de como fui um homem.
Pois há dias que pareço um menino com medo do que há em baixo da cama.
Não tenho mais medo de meias brancas e ténis sujos, não tenho.
Sem esperança vou cantar mais triste.
Por isso acordo e olho no espelho, pois estou pelo melhor.
Mas depois da euforia, lembro-me de nossa última escuridão.
Bom humor, bom sabor, seu cheiro e nos junto como nunca mais.
Pois nunca há dois momentos.
Nunca há dois de nós…Nunca.
Quero você para mim, pois vamos envelhecer juntos.
Algum dia…

DIAS por Dean

Escrito por Dean às 21h22


[]


Tenho visto castelos por aqui. Muros lindos e altos.
Os cavalos agora são de ferro e são as próprias armaduras dos cavaleiros sem luta.
Perdidos como Quixotes, atrás não mas de torres mas de um dragão.
O dragão chama-se conforto, e os cavaleiros não se importam em cravar suas espadas pelas costas.
Corvardes, estes cavaleiros negam a fome, simplicidade e desventuras.
Suas espadas mais afiadas que laminas são molhadas pelas glândulas salivares
E estão amoladas entre seus dentes, dispostas a mentir e blasfemar.
Deus de meu coração: o que aconteceu?
Porque nós nos perdemos e ficamos tão longe de ti.
Peço perdão pela intimidade, mas me disseram que eu podia, que eu era parte de ti.
Acredito: corrigi me, se me engano, faz-me melhor, faz-me mais servo, mais sábio e mais forte.
Para que eu veja o meu verdadeiro dragão, a ganância.
Para que no final vossa espada toque minha cabeça e digas que posso ser chamado de Meus Filho, chamado de SIR.

CAVALEIROS DA ROSA por Dean

Escrito por Dean às 21h20


[]



Portugal , Homem , Portuguese , English , Livros , Música , Escrever
AIM - useforglue@aol.com

[ Passado ]
19/03/2006 a 25/03/2006
05/03/2006 a 11/03/2006
26/02/2006 a 04/03/2006
11/12/2005 a 17/12/2005
06/11/2005 a 12/11/2005
30/10/2005 a 05/11/2005
23/10/2005 a 29/10/2005
25/09/2005 a 01/10/2005
31/07/2005 a 06/08/2005
24/07/2005 a 30/07/2005
17/07/2005 a 23/07/2005
10/07/2005 a 16/07/2005
03/07/2005 a 09/07/2005

[ Votação ]
Dê uma nota para meu blog

[ Indicação ]
Indique meu blog a um amigo

[ Visitantes ]

[ Blogs Amigos ]

Dean Imagens ::..
No Poetry
Amnesia Express
Adorno
Paia's Social Club
Team Sleep
HornsUp
Música de Mentira
Dr.Cascadura
Retrofoguetes
Bahia Rock
Lp & os Compactos
Foda-Se

UOL - O melhor conteúdo
BOL - E-mail grátis
Dor de Ouvido